O bom soldado

Quando invadiam nossas margens morriam sem a privação das terras e torres da pátria Quem a guerra aniquilou não viu seus filhos não recebeu o funeral nas mãos da esposa e agora deita exposto em terra estranha repasto de aves rapaces O grande estrategista pelo que mais odeia mata o mais amado Em casa o mal não muda pra quem fica esposa sem marido outra órfã de filho na casa pariu pra nada na cova ninguém vai sacrificar o sangue à terra [T 370]